Poesias de Cum Força

quarta-feira, 18 de abril de 2012

CORDEL DA ÁGUA- ALTAIR LEAL


CORDEL DA ÁGUA – PRESERVAR PRA NÃO FALTAR.
I
Leitor eu lhe passo agora
A declaração da água
A natureza sem mágoa
É o que a vida implora
Acho que é chegada a hora
De mudar a situação
Chega de destruição
Vamos ser mais responsável
Buscar uma vida saudável
E sermos mais cidadão.
II
Saiba cada continente
Cada povo região
A cidade, o cidadão
Tem que ser mais coerente
Mas porem infelizmente
Nós estamos relaxando
Mais e mais contaminando
O bem maior do planeta
Empurrando na sarjeta
A água que vai minando.
III
condição essencial
Água é seiva, água é vida
E que seja consumida
Não só no reino animal
Mas também no vegetal
Nacriação, na cultura
No clima, na agricultura
Agua alimento perfeito
A água, temos direito
Lutemos por água pura.

Direitos reservados ao autor/
Incluimos apenas as primeiras estrofes do cordel,
Para que o leitor conheça um pouco da obra.
Para adquirir o cordel completo favor entrar em contato
 com o autor ou com nossa cordelaria.
Os contatos estão no blog.