Poesias de Cum Força

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Angela Maria,nossa eterna Sapoti

Peço licença aos Deuses
Da música e da poesia
Pra falar desta cantora
Na garganta uma sinfonia
No radio ela era rainha
Será que alguém adivinha?
Falo de Angela Maria.
Sábado foi o triste dia
Que ela foi encantada
Num hospital em São Paulo
Onde estava internada
O Brasil logo chorou
Tudo que é fã lamentou
Essa morte inesperada .
Foi uma coisa complicada
infecção abdominal
Que tomou conta dos órgãos
E fez ela passar mal
Nossa sapoti querida
Disse adeus a esta vida
Num leito de hospital .
Com uma voz fenomenal
E de grande qualidade
Ela sempre fez sucesso
Mostrando capacidade
Cantava com alegria
Nossa Angela Maria
Foi uma diva de verdade.
Desde da tenra idade
Na igreja já cantava
O pai pastor protestante
Ela sempre o acompanhava
E nos cultos semanais
Angela ao cantar nos corais
Nosso Deus ela louvava.
Satisfeita não estava
Seu sonho era ser cantora
Ver seu nome nos letreiros
De uma grande emissora
E assim foi se imaginando
Com certa fama sonhando
Assinar com uma gravadora.
Mas antes foi inspetora
Tecelã foi operária
Em uma fábrica de lâmpadas
Trabalhou esta canária
Já sabia Angela Maria
Que a sua voz um dia
Pra arte era necessária.
Essa nossa grande ária
Moça jovem e descente
Começou a frequentar
Com um nome diferente
E com sua voz de ouro
Os programas de calouros
Escondida dos parentes.
Ela foi primeiramente
No Arnaldo Amaral
Rádio Clube do Brasil
Hoje rádio mundial
Digo também foi de fato
No programa hora do pato
 Na radio nacional.
Com grande potencial
Afinada harmoniosa
Cantou para Ari Barroso
E saiu vitoriosa
Esse era enjoado!
Mas ficou foi encantado
Com a voz melodiosa.
E essa estrela brilhosa
Tinha muito pra brilhar
Em plena era do rádio
Começou ela a cantar 🎤
Na casa dancing avenida
E lá foi bem recebida
Pelo público do lugar.
Logo começou chegar
Amigos compositores
Erasmo Silva e Jaime
Moreira,dois bons autores
Logo eles a convidou
Fez um teste e ela passou
No crivo dos diretores.
Saibam que os tais senhores
Dirigiam uma emissora
A rádio Mayrink Veiga
Rádio grande e promissora
E assim Abelim Maria
Da Cunha,naquele dia
Se tornou grande cantora.
Mas por muito tempo fora
Sempre por seus fãs amada
Gravando vários sucessos
Suas canções aclamadas
“Não tenho você” a primeira
Música,sucesso na carreira
Desta cantora afamada.
Não quero esquecer de nada
Quando pensou no sucesso
Abandonou os estudos
E o trabalho em excesso
Foi viver com a irmã
Incentivadora e fã
Que morava em Bonsucesso.
Sempre fui seu fã confesso
Fiz por isso este cordel
Falando da sapoti
Que agora está no céu
 Foi na música uma grandeza
Voz de uma rara beleza
Vou sempre lhe ser fiel.
Hoje tem de carretel
Toda taquara é cantora
No tempo da sapoti
Só com voz superiora
E tambem muito talento
Pra ter sucesso e acento
Numa grande gravadora.
Num concurso em emissora
Numa escolha popular
Eleita rainha do rádio
Com o primeiro lugar
No mesmo ano estreou
Um filme que se chamou
“Rua sem sol” pode anotar.
Vale o que vou lembrar
Que um homem influente
Disse:essa cor de sapoti
E essa voz que encanta a gente.
De sapoti lhe apelidou
Getúlio Vargas falou
Um dos nosso ex presidente.
E o sucesso foi em frente
Como “fósforo queimado “
“Ave maria no morro”
Outro sucesso cantado
A “vida de bailarina”
“Gente humilde”que fascina
Pelo público aclamado.
Muito depois foi lançado
Com Cauby grande cantor
Um disco que essa dupla
Afinada e de valor
Depois repetiu ao vivo
Novo disco , belo altivo
Falando só de amor .
Outro disco arrasador
Que fez bastante sucesso
Foi o seu cd “amigos”
Tinha amigos em excesso
Bethânia Caetano Veloso
Nosso Roberto famoso
E mais gente eu confesso.
Está terminando o verso
Quem é seu fã se comove
Nascida em 13 de maio
No ano de 29
No cordel quis relatar
Quem nasceu para cantar
Parte agora se demove.
Ao leitor que ele aprove
Lendo sobre Angela Maria
Tracei sua trajetória
A musa que foi um dia
Imortal essa mulher
Rainha onde estiver
Deus a receba com alegria.
Altair Leal -30/09/2018.


Nenhum comentário: